Inaugurado em 1º de julho de 1979, com o objetivo de atender uma população de 40 mil pessoas, o Hospital Ministro Costa Cavalcanti (HMCC) nasceu para oferecer atendimento hospitalar aos operários e familiares que vieram a Foz do Iguaçu para a construção da maior hidrelétrica do mundo até então, a Itaipu Binacional, a partir de 1975.

Na ocasião, a Itaipu adquiriu o que havia de mais moderno na época para montar o hospital. A estrutura, instalada em uma área construída de 11.500 m², abrigou de início um ambulatório médico, um pronto-socorro 24 horas e 181 leitos de internação, sendo 64 deles para cuidados mínimos de adultos, 31 para cuidados intermediários de adultos, 45 voltados ao atendimento pediátrico, 31 na maternidade e 10 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo. No Centro Cirúrgico eram seis salas.

Houve intensa capacitação dos profissionais que já trabalhavam nos hospitais que a Itaipu operava por aluguel e nos ambulatórios próprios. Também houve a contratação de novos profissionais, dentre eles médicos formados em conceituadas escolas de medicina.

No início da década de 1990, com a redução substancial dos empregados que trabalhavam na construção da usina, a estrutura do hospital começou a ficar ociosa e, paralelamente, a demanda por serviços de saúde em Foz do Iguaçu e região era superior à oferta.

Diante disso, a Diretoria da Itaipu entendeu que deveria abrir a estrutura para a comunidade. Mas isso não poderia ser feito pela empresa na forma como outrora administrava o hospital. Dentre as alternativas, a que se mostrou mais viável foi a criação da Fundação de Saúde Itaiguapy para administrar o Hospital Ministro Costa Cavalcanti e, assim, ampliar sua abrangência de atendimento para toda a comunidade, e não apenas aos funcionários da Itaipu e seus dependentes.

Uma trajetória de cuidados

Ao longo dos mais de 40 anos, e com investimentos da mantenedora, o Hospital Ministro Costa Cavalcanti cresceu passando por uma série de reformas, ampliações e implantação de novos serviços.

Hoje, o Costa Cavalcanti atende mais de 60% dos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), emprega em torno de 1.400 trabalhadores e possui corpo clínico formado por mais de 400 médicos. Com mais de 25 mil metros quadrados de área construída, o HMCC oferece desde pronto atendimento até serviços de alta complexidade.

O hospital conta com Laboratório de Análises Clínicas 24 horas que garante o máximo de segurança e precisão na realização de diversos exames.

Nossos números

+2 0
metros quadrados de área construída
0
leitos de internação
+ 0
médicos credenciados
+ 0
especialidades em nosso Centro Clínico

Plano Diretor de Obras

A partir do Plano de Negócios e o Plano Diretor da Fundação de Saúde Itaiguapy, o complexo hospitalar será ampliado em 58 leitos, passando dos atuais 202 para 260 leitos e, numa etapa seguinte, para 280.

O plano de expansão, previsto para ser colocado em prática até 2023, prevê a reestruturação de mais de 20.800 metros quadrados do complexo, dos quais 12.315 metros quadrados serão de ampliação e outros 8.503 metros quadrados passarão por reformas.

O documento inclui, ainda, a aquisição de equipamentos e mobiliários para a ampliação. Na conclusão do plano de expansão devem ser gerados mais de 200 novos empregos diretos no hospital, além de muitos empregos indiretos.

Hospital Amigo da Criança

Com o título desde 2005, o Costa Cavalcanti é a prova de que um hospital “Amigo da Criança” precisa se dedicar para promover uma série de ações voltadas à prevenção, apoio, proteção e incentivo ao aleitamento materno. Ao incentivar a amamentação de forma integral o HMCC também contribui para a redução da mortalidade infantil. Para manutenção desse selo, o hospital deverá dentre as suas atribuições: cumprir os dez passos para o sucesso do aleitamento materno; comprovar o cumprimento as Normas Brasileiras de Comercialização de Alimentos para lactentes na primeira infância (NBCAL 11.265/2006); realizar o cuidado Amigo da Mulher e de boas práticas ao parto e nascimento; garantia de livre acesso à mãe e ao pai, ao recém-nascido durante a internação.

Qualidade e segurança do paciente

Com a missão de oferecer um atendimento de qualidade a seus pacientes, o Hospital Ministro Costa Cavalcanti, desde 2006, assumiu como política institucional um sistema de gestão e assistência que tem como objetivo garantir a qualidade do atendimento. Com esse compromisso, o HMCC motivou-se a participar do processo para avaliar a qualidade do atendimento pela Organização Nacional de Acreditação (ONA).

Em 2007, o centro hospitalar foi o primeiro hospital do interior do Paraná a conquistar a Acreditação Hospital. O mesmo se repetiu em 2012, quando o HMCC subiu de nível. Desde 2014, o Costa Cavalcanti é reconhecido pelo grau máximo de qualidade a uma instituição de saúde por meio da Organização Nacional de Acreditação (ONA), conquistando o Nível 3 de Acreditação Hospitalar, Acreditado com Excelência. O selo e o certificado são provas que o HMCC possui segurança, padronização de procedimentos, programas de capacitação e qualidade dos serviços, além da formulação de indicadores para tomada de decisões.

Das mais de seis mil unidades hospitalares existentes no Brasil, somente 350 têm a chancela de Acreditação Hospitalar. No Paraná, são 21 unidades, oito delas Acreditado (Nível I), duas com a chancela de Acreditado Pleno (Nível II) e onze Acreditado com Excelência (Nível III), entre elas, o Hospital Costa Cavalcanti.

O próximo passo é consolidar o trabalho realizado até agora, pois hoje todos têm a maturidade de entender que um processo com resultado negativo pode impactar em outro processo e que precisa buscar melhorias para que possamos garantir uma assistência segura e de qualidade para o paciente.

A nova visão da qualidade para hospitais do mundo inteiro é voltada para a gestão de segurança, ou seja, o cuidado deve ser redobrado para evitar erros como prescrição de medicamentos, atraso de cirurgias ou até mesmo cancelamento de consultas. Apenas evitar danos não é suficiente, o melhor é reduzir os erros de todos os tipos e procurar a alta confiabilidade como uma componente essencial do atendimento de alta qualidade.

Um dos melhores do Brasil

Desde 2020, o Hospital Ministro Costa Cavalcanti está na lista dos Melhores Hospitais do Brasil, elaborado pela revista americana Newsweek em parceria com o “World’s Best Hospitals”. Desde a primeira publicação o HMCC já subiu três posições, da 18ª, em 2020, para 15ª em 2022.

Além disso, o centro hospitalar foi considerado, nos três anos, o melhor do Paraná e o 3º da região Sul.

Hospital Filantrópico

O Hospital Costa Cavalcanti é uma Instituição Filantrópica. O primeiro pedido de concessão do Certificado de Entidade Beneficente de Assistencial Social na área da Saúde do HMCC foi deferido em 28 de julho de 2011, por meio da Portaria Ministerial nº 412. Foi depois desta data que o centro hospitalar, que oferta mais de 60% dos atendimentos ao SUS, ficou com a responsabilidade de também desenvolver ações prioritárias na área da saúde para a população.

E falando em atendimento ao Sistema Único de Saúde, o HMCC é referência para Neonatologia, Gestação de Alto Risco, Oncologia e Cardiologia, no qual recebe pacientes encaminhados pela Unidades Básicas de Saúde de pequena complexidade e que necessitam de atendimento de maior complexidade.

Missão

Promover a saúde e cuidar das pessoas, valorizando e salvando vidas.

Visão

Cuidar da nossa gente, proporcionando a melhor experiência, em um complexo hospitalar de inovação e excelência.

Valores

– Comprometimento com a vida;
– Integridade;
– Excelência na qualidade dos serviços;
– Atendimento humanizado;
– Gestão Sustentável;
– Desenvolvimento de pessoas;
– Valorização do Conhecimento;
– Inovação.